Artigo

Como a tecnologia de gêmeos digitais transformará o diagnóstico de falhas, a manutenção preditiva e o desenvolvimento de produtos

Digital Twin Technology will Transform Fault Diagnosis, Predictive Maintenance and Product Development

O colapso de Arecibo poderia ser o último desse tipo? Como a tecnologia de gêmeo digital transformará o diagnóstico de falhas, a manutenção preditiva e o desenvolvimento de produtos

Como se o ano passado não tivesse produzido notícias tristes suficientes, a comunidade científica global recebeu um grave golpe nas duas últimas semanas do ano quando o famoso observatório de radioastronomia de Arecibo, em Porto Rico, desmoronou em meio à ação urgente para desmontagem do disco que já estava condenado.

No momento do desmoronamento, depois de várias falhas nos cabos nas semanas anteriores, pelo menos um cientista chamou a desmontagem de “soco no estômago científico. O fim de uma era.”

Mas e se nos destroços de Arecibo uma nova era estivesse prestes a nascer? Graças ao constante crescimento da tecnologia de gêmeos digitais, o processo pelo qual os objetos físicos são convertidos em réplicas digitais por meio de digitalização a laser em 3D e monitoradas e modeladas com análise de dados em tempo real baseada na nuvem, colapsos catastróficos como o que aconteceu com Arecibo talvez nunca se repitam. 

O artigo a seguir de Patrick Bohle da FARO, Vice-Presidente de Marketing de Soluções, explica em detalhes o potencial incrível da tecnologia de gêmeos digitais para uma variedade de aplicações industriais e de consumo relacionadas, transformando o diagnóstico de falhas, a manutenção preditiva e o desenvolvimento de produtos, além de destacar seu potencial de crescimento. 

Nos próximos anos, na verdade, espera-se que o mercado de gêmeos digitais no mundo cresça a uma taxa anual composta (CAGR) de quase 38 porcento, atingindo US$ 16,4 bilhões até 2024. Cerca da metade desse crescimento, 41 porcento, está previsto para ocorrer somente na América do Norte, com predominância das indústrias automobilística e aeroespacial.

O detalhe importante da adoção da tecnologia do gêmeo digital, no entanto, está em entender que gêmeo digital não é o mesmo que modelo digital. Os modelos digitais são representações estáticas de ativos físicos. É uma tecnologia que tem sido cada vez mais utilizada desde a década de 1980. O gêmeo digital é um modelo em 3D turbinado, um “documento vivo”, sincronizado com o ativo físico. Se algo for alterado nesse ativo, o modelo digital é atualizado da mesma forma, por meio de software em nuvem e da crescente variedade de tecnologia de Internet das coisas (IoT) que aumentam o ativo físico. 

À medida que empresas e fabricantes emergem da pandemia global, para superar o raciocínio da concorrência e manobrá-la, é necessário começar a adotar soluções inovadoras, destinadas a acelerar o tempo da tomada de decisão, agilizar a distribuição de melhores dados e compartilhar essas informações com todas as partes interessadas do projeto em qualquer lugar do mundo, de forma totalmente remota.

Aplicada aos projetos de arquitetura, construção e engenharia do mundo, espera-se que a geminação digital traga inúmeros benefícios, alguns dos quais ainda podem ser totalmente realizados hoje. Leia o artigo completo aqui para saber mais sobre como a tecnologia de gêmeos digitais mantém a tendência de afetar seus negócios e seus lucros por anos e décadas. 

Artigo
Conhecimento
Manter e operar
Arquitetura, engenharia e construção
Arquitetura, engenharia e construção
Gêmeos digitais para gerenciamento de instalações e de ativos
Scanners 3D
Aeroespacial
Automotivo
Inovação
O futuro do trabalho
Automação
Conectividade

Assine nosso boletim informativo para manter-se informado.

Conteúdo relacionado

Filtros

Filtros